11 de jul de 2017

Ashley Wagner na Body Issue 2017



A americana ESPN acaba de lançar a edição da revista "Body Issue" deste ano, onde tradicionalmente atletas posam nus e são entrevistados. Em suas belíssimas fotos, a atleta americana de 26 anos de idade, Ashley Wagner aparece nua no gelo. Na entrevista, ela fala sobre contusões, carreira, longevidade e sobre seu corpo.


"A patinação artística, tem este esterótipo de ser um esporte para menininhas, pequenas garotinhas parecidas com bonecas de porcelana. Eu não creio que as pessoas saibam de tudo o que há por trás do esporte, pois eles só vem o produto final. O papel do patinador é fazer com que algo extremamente técnico e difícil, seja executado de maneira graciosa, simples e quase que de esforço imperceptível. Muitas pessoas ficariam surpresas ao ver o treinamento de um patinador artístico de alto rendimento. Estou no gelo seis vezes por semana de 3 a 4 horas por dia no gelo e mais 2 horas em treinamento off-ice. Este esporte é minha vida. Sou obsessiva e perfeccionista"





"Tive 5 concussões ao todo. Em 2009 foi a pior de todas, onde numa queda, caí de costas e meu pescoço e cabeça bateram no solo. Senti a pressão no corpo todo. Tive tremores, mal conseguia andar, tive palpitação. Foi a pior sensação que meu corpo sofreu. Logo após eu teria que iniciar os treinamentos para os Jogos Olímpicos. Foram 3 meses de luta contra mim mesmo."


"Cresci numa família de militares, cresci feito um moleque, nunca gostei de roupas justas e brilho. O que me motivou a patinar foi a velocidade e a sensação estar voando. "



"Fui ao neurologista, cardiologista. Finalmente um Quiropraxista deu uma olhada no meu pescoço e meu mostrou a raiz do problema. Minha vértebra, estava pressionando minha espinha, e era isso que me causava um completo descontrole no meu corpo inteiro. Foram meses de tratamento extremamente doloroso para fortificar meu pescoço e poder colocar minha vértebra no lugar."


"As concussões, afetaram a maneira como meu cérebro processa informações. Minha memória a curto prazo é ruim. Sou como a Dory do filme Procurando Nemo. Isso afeta demais a maneira pela qual decoro minhas coreografias. É sempre um grande desafio."






*Concussão
Lesão cerebral causada por uma pancada na cabeça ou uma agitação violenta da cabeça e do corpo.

2 de jul de 2017

Isadora Williams, no Chesaepake Open 2017

Isadora Williams, participou na última semana do Chesapeake Open de patinação artística, uma competição local nos EUA.
A atleta agora conta com o apoio não só CBDG, mas também com alguns patrocinadores, como a Edea Skates e a John Wilsons Blades.



O Chesapeake Open foi o primeiro campeonato da atleta, pós mundial. Em setembro, participará também do Nebelhorn Trophy, onde disputará a vaga pros Jogos Olímpicos de Inverno na China, em PyeongChang.
No Chesaepake Open, a atleta apresentou-se com novos programas e músicas e ficou em 1o lugar tanto no Short (47.61 pontos) quanto no Freeskate (98.08 pontos)  ao som de Hallelujah, Nyah, música tema do filme Missão Impossível 2.



A seguir o vídeo do Short Program, musica forte, com uma bela sequência de passos e uma limpa combinação triple Lutz + double Toe:




A evolução da atleta é visível a cada competição.



1 de jul de 2017

Tendência Pompom - nos tênis, nas roupas, nos patins



As bolinhas fofas voltaram com tudo. Brincos, sandálias, mochilas, polainas, sapatos, camisetas...repletos de fofura.
Lógico que as patineiras, não ficariam de fora. Pompom nos patins é retrô, é meigo, combina muito!


Nos patins branco aí do meio sou eu e meus pompoms de feltro.

Lojas de armarinhos, vendem estes apliques prontos, chamam-se fita pompom; é só costurar na barra de calças, blusas, bolsas, lenços. Uma graça!



Vi Karol Sevilla (atriz de Sou Luna), com um tênis com pompoms, iguais ao da foto acima.


Estes chaveiros também servem como apliques em calçados.


Destes tamanhos eu não usaria, pois sou um desastre com brincos grandes, mas se fossem pequenas bolotas, eu acho que ia gostar da ideia.




O legal do pompom é fazer, mas se você não tem essa habilidade, hoje, lojinhas de tranqueiras estão repletas de pompoms. Lojas de departamento e grandes marcas de sapatos e roupas também já aderiram a fofura.

Lembram deste post antiguinho aqui? Nele dou dicas de como fazer seus próprios pompoms. Eu sou suspeita! Adoro pompom!






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...